×

O Que Fazer Quando Estourar O Limite Do Cartão De Crédito?

O Que Fazer Quando Estourar O Limite Do Cartão De Crédito?

 

“Estourar” o limite do cartão de crédito, ou seja, utilizar todo o limite ou extrapolar o limite oferecido, pode ser muito prejudicial para a sua vida financeira. Quando isso acontece, você pode passar a ser cobrado por analises de crédito para aumento de limite, te deixando sem opção de crédito para emergências. Além de demonstrar para o cartão que você não possui disciplina financeira. E se por acaso, você não paga esse cartão, você entra na espiral de juros e ninguém quer isso, não é mesmo?

Mas se isso já aconteceu, mantenha a calma que nós te ajudaremos a solucionar esse problema.

A primeira coisa que você deve fazer é saber qual o valor exato do limite do seu cartão e se planejar para que não o utilizar todo.

Segundo o SPC (Serviço de Proteção ao Crédito), 34% dos pessoas não sabem qual o valor exato do seu limite para compras.

Então a primeira dica que temos é: descubra qual o seu limite e se planeje para não o extrapolar, já que estourar o limite de compras pode ser um gatilho para entrar em um grande poço de dividas.

Lembre-se que estourar o limite do cartão de crédito acaba sendo uma grande armadilha para endividamentos!

Se você já estourou o cartão, então a primeira coisa a se fazer é: pare de comprar com ele. Utilize dinheiro ou débito. Mas evite ao máximo fazer mais compras com ele. Essas compras só iram aumentar a dificuldade de pagamento à frente e ocasionar mais juros para você.

Pense no cartão de crédito como uma forma de empréstimo. O cartão está te emprestando aquele dinheiro naquele momento, para cobra-lo com altos juros na frente caso você não o pague corretamente. Não se iluda com a sensação de ter mais dinheiro que o cartão de crédito fornece, isso pode ser fatal para sua vida financeira.

Caso você chegue ao limite do cartão, o ideal a se fazer é: efetuar o pagamento integral da dívida. Não faça os pagamentos mínimos, nem parcelamento da fatura, isso irá desencadear juros altíssimos.

Com o aumento do juros, a sua dívida se torna cada vez mais difícil de controlar, formando assim uma bola de neve de dividas.

Não peça empréstimos para quitar a dívida

Fazer empréstimo para pagar o cartão é resolver um problema, criando outro. Se torna apenas mais uma divida a se pagar à frente.

O ideal é que você tenha um valor reserva de segurança guardado, para que nas situações extremas você consiga se reestabelecer.

Outra forma é conseguir uma renda extra, com venda de alguma coisa, para que consiga solucionar o problema, sem ter que criar um outro.

Não peça um novo cartão de crédito

Se você estourou um cartão, não continue comprando no crédito, seja nesse ou em outro. Lembre-se que a vida financeira exige responsabilidade e disciplina. Então, até conseguir solucionar uma situação, não busque outras que vão piorar ainda mais a sua situação.

Anote os gastos e faça um planejamento financeiro

Se planejar é o segredo para não estourar o limite do cartão e para manter uma vida financeira mais saudável. Então, anote todos os seus gastos. Possivelmente, quando começar a realizar essas anotações, você irá perceber que existem muitos gastos desnecessários que podem ser eliminados e assim, conseguirá ajustar suas finanças.

 Além de te ajudar a entender aonde você tem mais gastado, assim, facilitando a busca de formas para reduzir ao máximo seus gastos. Você conseguirá ver quais gastos são prioritários e quais são supérfluos.

Ao finalizar suas anotações, deixe uma parte segura do orçamento para cobrir sua dívida e caso não sobre o valor suficiente, pague o máximo possível. A lógica é: quanto menos você parcelar, melhor será sua saúde financeira.

Mantenha o planejamento, mesmo quando quitar a dívida e analise nas próximas compras se você realmente precisa dessa compra e se realmente é necessário efetuar o pagamento no crédito.

Caso perceba que não tanta necessidade, faça o pagamento no débito ou no dinheiro, dessa forma, você deixa o limite do seu cartão de crédito para compras realmente emergenciais. Lembre-se da logica de que o cartão de crédito é um empréstimo e que gera uma sensação ilusória de que você possui mais dinheiro do que o que realmente tem.

Aprenda a gerenciar seu dinheiro. Quem sabe assim, não sobre um orçamento para fazer investimentos.

Publicar comentário