×

Simples Nacional.

Simples Nacional.

Quem empreende no Brasil sabe que depois de abrir uma empresa é necessário escolher qual será o regime tributário. Apesar de muitos saberem disso, ainda existem muitas dúvidas sobre o assunto e uma delas é o extrato do Simples Nacional. E para sanar esses questionamentos nada melhor do que aprender sobre ele, certo? Para começar, você precisa entender o que é o Simples Nacional e a importância dele, para somente depois saber como tirar o extrato do Simples Nacional. Ter essas informações é importante para os empreendedores, já que é preciso pagar os impostos e outros tributos do negócio para ficar em dia com o Governo Federal. O que é o Simples Nacional? Para quem ainda tem dúvidas, o Simples Nacional é um tributo que foi implementado através da Lei Complementar nº 123, em 2006. Vale ressaltar que ele é totalmente voltado para as micro e pequenas empresas, principalmente os microempreendedores. É por meio desse modelo tributário que foi possível unificar todos os impostos que os empreendedores precisam pagar mensalmente e/ou anualmente. Além disso, a declaração anual das empresas também ficou mais fácil de ser realizada. Mas quais são os impostos e tributos que foram unificados em um único boleto de pagamento? Confira abaixo! Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ); Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL); Programa de Integração Social (PIS); Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (Cofins); Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI); Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS); Imposto sobre Serviços (ISS); Contribuição Patronal Previdenciária (CPP). Todos esses tributos podem ser pagos por meio do boleto conhecido como DAS e que pode ser emitido no Portal do Empreendedor. Extrato Simples Nacional: o que é e para que serve? Apesar de muitos empreendedores estarem inclusos no Simples Nacional, é comum encontrar quem ainda tenha dúvidas sobre o extrato e o que ele é. São algumas normas do tratamento tributário diferenciado para as microempresas e empresas de pequeno porte que estão inscritas no Simples Nacional. pessoa mexendo no notebook e olhando o celular Tirar o extrato do Simples Nacional é fácil O extrato do Simples Nacional serve para que toda empresa e/ou negócio possa tirar no site oficial do programa o documento, que é o Optante pelo Parcelamento Simples Nacional. Agora que você já conhece, está na hora de descobrir o passo a passo para tirá-lo. Como tirar o extrato do Simples Nacional? Agora que você já tem o total entendimento do que é o extrato do Simples Nacional, veja um passo a passo para retirar e conseguir ter as informações que precisa: 1º passo: acesse o site do Simples Nacional! 2º passo: clique na parte ‘Simples Serviços’ que fica no canto superior desse mesmo site. 3º passo: em seguida, clique na chave (símbolo) que vai aparecer no campo “código de acesso” na linha descrita como “PGDAS-D e Defis”. 4º passo: feito isso, basta você inserir as informações solicitadas na página que vai abrir. São elas: número do CNPJ, número do CPF do responsável e o código de acesso. Caso você ainda não tenha o código de acesso anotado, basta criar um ou pedir ao seu contador que ele deve ter guardado. 5º passo: finalize a etapa anterior digitando os caracteres que aparecerão na imagem para confirmar. 6º passo: agora clique em ‘Declaração Mensal’ que estará em cima de ‘débitos’ na aba seguinte. 7º passo: clique em ‘Consultar Declarações’ para você conseguir obter as informações. 8º passo: escolha a declaração de janeiro até o ano que precisa para conseguir a declaração anual. 9º passo: concluído este processo, basta clicar no ícone de impressora que aparecerá e salvar no formato PDF. Caso queira, imprima e deixe guardado com você. Dívidas do Simples Nacional: posso parcelar? Você que escolheu o Simples Nacional como regime tributário precisa ficar muito atento se estiver com alguma pendência. Tente regularizá-la o mais rápido possível e, em alguns casos, é possível até mesmo parcelar o valor em aberto. Atualmente, existem quatro formas de parcelar dívidas do Simples Nacional, que são: Programa Especial de Regularização Tributária das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte optantes do Simples Nacional (PERT-SN); Parcelamento com dívida ativa; Parcelamento convencional e especial. Há, ainda, o parcelamento de débitos com dívida ativa da União, que pode ser solicitado em até 60 parcelas, desde que o valor mínimo da prestação não seja inferior a R$300. É importante ficar atento, também, aos prazos que são dados para regularizar os débitos em atraso.

Publicar comentário