×

Menor Investidor.

Menor Investidor.

Uma das dúvidas que surgem quando falamos sobre investimento é: menor de idade pode investir? E já começamos este texto dizendo que sim, é possível investir sendo menor de idade. Claro que deverá ter a supervisão do responsável para começar o investimento. Mas é muito positivo iniciar as aplicações desde cedo. Isso porque quanto mais cedo você, melhor! A seguir, saiba mais sobre como um menor de idade pode começar a investir e como funciona. Boa leitura! Investimento e educação financeira infantil A educação financeira é um passo muito importante na vida de qualquer pessoa. E se ela for iniciada ainda na infância ou adolescência é melhor ainda! Isso porque é nessa fase que começamos a ter o primeiro contato com dinheiro e as dúvidas começam a surgir. Ou seja, é o melhor momento para ensinar as crianças e adolescentes sobre a importância de ter um bom planejamento financeiro para administrar bem o dinheiro. Começar a investir – seja quando a mesada que recebe no cofrinho, seja em um título – é super importante, pois: ensina o valor do dinheiro e como ter planejamento financeiro; ajuda a estabelecer metas; trabalha o autocontrole. + Educação financeira infantil: confira as dicas por idade Como começar a investir sendo menor de idade? É possível que os responsáveis pelo menor de idade abra uma conta em uma instituição financeira para começar os investimentos. Para isso, é necessário apenas ter atenção aos documentos exigidos para abertura de conta e quais são as regras do investimento. menor de idade de blusa amarela colocando moeda em cofre branco Menor de idade pode começar a investir. Saiba como funciona o investimento para crianças e adolescentes Para conseguir abrir uma conta em uma corretora financeira os documentos necessários são: documento que identifique o menor de idade (certidão de nascimento ou RG, por exemplo); comprovante de residência em nome dos responsáveis; documento de identificação do responsável; ficha cadastral assinada pelo responsável. Vale lembrar que só será aceita apenas uma assinatura quando o pai ou a mãe é falecido (necessário enviar certidão de óbito) ou quando os pais são separados (é preciso possuir a guarda total do menor e enviar a ordem judicial). Tipos de investimentos para quem tem menos de 18 anos Após concluir a abertura da conta em uma corretora, o próximo passo é começar a guardar dinheiro para investir. Mas, antes disso, é necessário conferir as regras e os tipos de investimento que o menor de idade tem acesso, pois isso fará toda a diferença. Vale lembrar que, assim como qualquer outro investidor, o ideal é que quem é menor de idade deve ter uma reserva financeira antes de começar a investir. Para isso, existem alguns produtos que oferecem liquidez diária para quem deseja começar a investir. Desta forma, o menor de idade já terá o seu primeiro contato com controle financeiro, pois precisará realizar o depósito mensalmente na reserva. Depois disso, já dá para avançar e começar os investimentos. Aqui, listamos alguns tipos de investimentos que estão disponíveis para crianças e adolescentes: Investimento de renda fixa Quem investe em renda fixa é porque deseja segurança, pois esses tipos de investimentos são “parecidos” com a poupança, mas com uma rentabilidade muito superior. Os tipos de investimentos em renda fixa são: LCAs; LCIs; CRIs; CRAs; Debêntures. Fundos de investimento É uma forma de aplicação financeira. Funciona como uma comunhão de recursos, captados de pessoas físicas ou jurídicas, com o objetivo de obter ganhos financeiros a partir da aplicação em títulos e valores mobiliários.

Publicar comentário