×

FED Entenda.

FED Entenda.

Você sabe o que é o Federal Reserve Bank (FED)? O Sistema de Reserva Federal é o órgão governamental norte-americano que atua como guardião da economia local, como o Banco Central atua no Brasil. O órgão foi criado pelo Congresso Nacional para fornecer à nação um sistema monetário e financeiro mais seguro, flexível e estável. A Reserva Federal foi criada em 23 de dezembro de 1913. O órgão norte-americano possui várias funções, entre elas: Estabelecer a política cambial dos Estados Unidos; Possibilitar a estabilidade das instituições financeiras individuais; Equilibrar o sistema financeiro; Favorecer a segurança do sistema de pagamento; Oferecer proteção ao consumidor; Desempenhar as políticas econômicas, perante as compras e vendas de títulos públicos. Atualmente, seu presidente é Jerome H. Powell. Seu mandato tem previsão de terminar ainda este ano. Estrutura do FED A escolha dos membros que fazem parte do Federal Reserve Bank é de responsabilidade do presidente dos Estados Unidos. No entanto, as nomeações devem ser confirmadas e aprovadas pelo Senado. 1 – O Board of Governors É uma agência independente do governo federal. Conta com sete membros indicados pelo presidente e confirmados pelo senado, com mandatos de 14 anos. Isso auxilia na independência da instituição com relação à política. Um novo termo começa a cada dois anos, e quem serve ao FED por esse período não pode ser recolocado no Board. 2 – Federal Reserve Banks Diferentemente da estrutura comum dos bancos centrais pelo mundo, onde há um banco central somente, nos USA há 13 bancos centrais. O principal, em Washington D.C. Além de outros 12 Bancos centrais regionais (distritais), que são organizações não governamentais, criados de forma semelhante à qualquer empresa, mas sem interesse público. Os BC’s regionais também têm conselhos de administração, com representantes de bancos comerciais, podendo ser também de setores trabalhista, consumidor e de instituições sem fins lucrativos. Esses BC’s escolhem um presidente, que tem de ser aprovado pelo Board of Governors. 3 – Federal Open Market Committee (FOMC) O FOMC é o responsável pela condução da política monetária dos EUA. Apesar de ser composto pelos membros e pelo staff, que realiza pesquisas sobre a situação econômica nacional e global, relacionadas tanto a economia real quanto a preços de mercado, riscos e política monetária, os membros que tomam as decisões. fachada do FED O FED tem responsabilidades e toma decisões que podem afetar a economia mundial como um todo Como o FED interfere na economia brasileira? O Federal Reserve Bank (FED) impacta a economia brasileira e mundial por meio de duas ações: a compra e venda de títulos e a definição da taxa de juros. Economia brasileira Você deve estar se perguntando: “Qual a relação do FED com a economia brasileira?”. E a resposta é clara: as ações do FED impactam diretamente a economia no mundo todo, inclusive no Brasil. Para explicar de forma simples, podemos citar duas funções do FED que têm maior impacto na economia mundial e brasileira: Definição da taxa de juros A taxa de juros, de forma resumida, é responsável por acelerar ou desacelerar a economia. Uma alta na taxa desestimula o consumo. Por outro lado, quando ela está baixa, a tendência é que o crédito seja facilitado no mundo, de forma que mais pessoas façam compras a prazo. Além disso, nos momentos de alta da taxa de juros, há menos dinheiro circulando na economia. Isso porque os títulos que têm o seu rendimento medido por esse índice valorizam-se no mercado financeiro. Consequentemente, essa aplicação fica mais atrativa, o que aumenta o número de pessoas que se interessam em investir nesse ativo. Dessa forma, muitas pessoas tendem a retirar o dinheiro líquido ou em espécie e passam a aplicar em títulos. No cenário de baixa na taxa de juros, podemos afirmar que a tendência é que a economia cresça em um curto prazo, pois as pessoas tendem a comprar mais. Isso estimula o aumento da produção, em função do aumento da demanda, e contribui para o crescimento econômico. No entanto, essa política precisa ser administrada com muita precaução, pois pode provocar o aumento da inflação. Compra e venda de títulos Por meio da compra e venda de títulos, o órgão norte-americano influencia a quantidade de moeda que circula na economia. Quando o FED decide adquirir títulos no mercado, por exemplo, ele incorpora esses ativos no seu balanço patrimonial, retirando-os do mercado e inserindo dinheiro líquido no mercado. Isso acontece porque a instituição financeira paga determinado valor para comprar os ativos. + Treasuries americanos: os títulos “mais seguros do mundo” Esse capital será utilizado futuramente com a intenção de realizar investimentos. O que contribui para aquecer a economia. Por outro lado, quando a instituição resolve vender os títulos, ela retira dinheiro na economia e insere mais títulos no mercado.

Publicar comentário